Motociclista que atropelou e matou indígena na MS-156 paga fiança e é liberado

Acidente aconteceu na rodovia que liga Dourados a Itaporã

| MIDIAMAX/MARCOS MORANDI


Foto: Perito analisa circunstâncias do acidente (Foto: reprodução, Osvaldo Duarte)

O motociclista que atropelou e matou Maricléia Benites da Silva, de 46 anos,  moradora da Reserva Indígena Federal em Dourados, foi ouvido pela Polícia Civil. Após pagar fiança no valor de um salário mínimo, foi solto e irá responder por homicídio culposo em liberdade.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima trafegava no sentido Dourados – Itaporã, quando foi atingida pelo condutor da moto que sofreu ferimentos leves.

Com o motociclista também estava uma criança, que foi socorrida e levada para o HV (Hospital da Vida) em estado grave.

Apesar de alguns trechos da rodovia conter quebra-molas, moradores das aldeias Bororó e Jaguapiru reclamam do excesso de velocidade dos condutores de veículos.

“Muitas vezes temos que atravessar a rodovia correndo para não sermos atingidos. Tem trecho que também tem luminárias apagadas', reclama uma moradora da Reserva Federal.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





























































PUBLICIDADE
PUBLICIDADE