‘Febre das figurinhas’ vai voltar? Álbum das Olimpíadas será lançado em maio

Olimpíadas de Paris 2024 terá álbum de figurinhas especial com atletas brasileiros

| MIDIAMAX/OSVALDO SATO


Foto Ilustrativa (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Quem acompanhou a febre das figurinhas na última Copa do Mundo ainda se lembra de diversos eventos para troca realizados em Campo Grande. O movimento alcançou bancas de revistas, shopping centers e até locais inusitados, como igrejas.

E agora a ‘febre' pode voltar, repaginada. Isso porque, em maio, será lançado pela Panini o álbum das Olimpíadas de Paris 2024. A única dúvida que fica é se a moda vai pegar. Será?

Para responder à questão, a reportagem do Jornal Midiamax conversou com Marcello Rosa Mello Monteiro, de 21 anos, que é atendente da Banca Modular, o principal ponto de venda e troca de figurinhas da cidade.

A previsão é que a ‘temperatura aumente' ainda que não alcance o visto na febre passada. “A expectativa é que o volume de vendas dos álbuns e figurinhas aumente e também a realização de eventos de troca, que fazemos aos sábados e domingos aqui mesmo na calçada', disse o atendente.

Segundo ele, existe uma demanda permanente por figurinhas, principalmente de eventos esportivos, como a Copa do Mundo, Copa América, Copa Libertadores e também figurinhas de personagens de ficção.

“Sempre há procura e eventos de troca, atualmente temos da Copa América e nas próximas semanas terá o da Libertadores, mas a tendência é que aumente significativamente para o álbum das Olimpíadas', disse.

Quem são os adeptos ao colecionismo de figurinhas?

O público das figurinhas vai desde crianças até idosos. Segundo o atendente, na última Copa do Mundo, um cliente idoso completou 20 álbuns, que distribuiu depois entre seus netos. Segundo estudos feitos à época, o custo mínimo para se completar um álbum foi de R$ 536 reais.

Para as Olimpíadas, a Panini deve lançar o álbum e as figurinhas no final de maio, com cromos de atletas representantes do Brasil no evento, equipe que já conta com 187 vagas garantidas.

Dentre elas, está a do sul-mato-grossense Rafael Silva, o ‘Baby', de 35 anos, que já possui duas medalhas de bronze olímpicas (Londres 2012 e Rio 2016) e caminha para sua última participação em olimpíada. Na modalidade de judô, ele competirá na categoria pesado (+100 kg).

As Olimpíadas de Paris serão realizadas entre julho e agosto. Nesta quarta-feira (17), iniciou-se a contagem regressiva de 100 dias para sua abertura. Ontem (16) a Tocha Olímpica foi acesa em uma cerimônia realizada no Templo de Hera, em Olímpia (Grécia), berço dos antigos Jogos Olímpicos.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





























































PUBLICIDADE
PUBLICIDADE