Homem que atropelou e matou esposa vai usar tornozeleira eletrônica

O fato de ele não ter antecedentes criminais e ter residência fixa ajudaram na decisão do juiz

| ANA BEATRIZ RODRIGUES / CAMPO GRANDE NEWS


Willames e Andressa juntos em foto postada nas redes sociais. (Foto: Arquivo)

Willames Monteiro dos Santos foi posto em liberdade na manhã desta segunda-feira (22), após passar por audiência de custódia no Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. Ele atropelou e matou a esposa Andressa Fernandes Teixeira, de 29 anos, na noite do último sábado (20).

O advogado Paulo Macena disse que o juiz converteu a prisão em flagrante em liberdade provisória com o uso de tornozeleira eletrônica após ver que ele não tem antecedentes criminais, trabalha de carteira assinada há seis anos e tem residência fixa.

Durante a custódia, o suspeito alegou que não viu a esposa atrás do portão e que não teve a intenção de matar ela, que foi um acidente, ainda pontuou que ficou no local, prestou os primeiros socorros e pediu para as pessoas ligarem para a polícia.

Macena ainda reforçou que a versão dos fatos foi a que o suspeito contou e que a defesa presta suas sinceras condolências à família da vítima.

O crime - Após ser atropelada pelo marido, Andressa ficou presa embaixo de carro rebaixado. Segundo relato de testemunha ao Campo Grande News, a vítima tentou impedir que o homem saísse dirigindo bêbado de casa e, para isso, se sentou na frente do portão, na calçada. O marido deu ré no carro e ela morreu esmagada pelo veículo.

O crime ocorreu na noite deste sábado (20), na Avenida Cinco, no Bairro Nova Campo Grande.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





























































PUBLICIDADE
PUBLICIDADE