Preso vendendo mel falsificado em MS tinha lucro de 567% com mistura que tinha até desinfetante

Homem foi preso com 106 produtos que seriam entregues em uma transportadora com destino a Rondonópolis

| MIDIAMAX/THATIANA MELO


Foto: Decon

O homem preso com mel ‘fake’ por equipes da Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) e da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), em Anhanduí, nesta segunda-feira (8), tinha um lucro de cerca de 567%. 

Quando preso, ele confessou que há 20 anos fabricava o produto com açúcar, água, saborizante e ácido cítrico, vendendo cada litro de mel nos comércios pelo valor de R$ 20, sendo o seu custo de produção em torno de R$ 3,00, com isto o lucro do homem era de cerca de 567%, com a mistura.

Homem foi preso com 106 produtos que seriam entregues em uma transportadora com destino a Rondonópolis. Em 2022, os produtos que o homem vendia foram apreendidos em Dourados e em outras cidades de Mato Grosso do Sul pelo Procon e Iagro, sendo emitido Relatório Técnico de que tais produtos eram “fraudados intencionalmente por adulteração e impróprios para o consumo humano'.

Preso com mel falsificado

O homem, 56 anos, seguia para Campo Grande com 106 produtos que seriam entregues em uma transportadora com destino a Rondonópolis. Além disso, o homem fazia entregas para 500 comerciantes de Mato Grosso do Sul.

O carro, uma Pampa, cujo motorista era o genro do autor, foi apreendido. A polícia apreendeu também, rótulos, tampas e garrafas.

O trabalho investigativo da polícia e Perícia, constatou que o produto tem tudo, menos mel. Os ingredientes incluem glucose, produtos químicos, inclusive cancerígenos, até desinfetante e essência de mel, conforme constatado em laudo.

A polícia encontrou este produto em Maracaju, Bandeirantes, Dourados e Aral Moreira, por exemplo. Em Campo Grande, foi encontrado em um estabelecimento próximo da rotatória da Avenida Tamandaré.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


ÚLTIMAS NOTÍCIAS





























































PUBLICIDADE
PUBLICIDADE