Importância do idioma inglês sobe e passa a ser mais frequente em concursos

O nível de proficiência tem se tornado essencial também nos concursos. O Brasil, porém, não é um país que tem uma proficiência alta no idioma. Segundo último relatório divulgado pela Educational First, o país está apenas na 59ª colocação geral e dotado de um nível considerado baixo

| REDAçãO MS NEWS


Imagem: oxfordlearning

Todos sabemos a importância do aprendizado de uma língua estrangeira nos tempos atuais. Ela é necessária em várias profissões, para as comunicações com pessoas de outra nacionalidade e outras situações que necessitam do seu domínio. Atualmente a língua inglesa é considerada a linguagem universal. Ela não tem a maior quantidade de falantes no mundo, mas é aquela que é usada em transações comerciais, é com ela que são fechados negócios e indivíduos que tenham idiomas nativos diferentes se comunicam.

O nível de proficiência tem se tornado essencial também nos concursos. O Brasil, porém, não é um país que tem uma proficiência alta no idioma. Segundo último relatório divulgado pela Educational First, o país está apenas na 59ª colocação geral e dotado de um nível considerado baixo. Esses dados são resultado de uma educação precária aliada a vários fatores que vão desde a dificuldade em se dedicar ao aprendizado da língua inglesa até a resistência em adquirir uma segunda língua.

Mas esses obstáculos devem ser contornados para que se tenha maiores possibilidades de colocação, tanto no mercado quanto em concursos. Saber o idioma faz com que surjam muitas oportunidades. Além do que, há muitas profissões que exigem esse domínio. Esse é um dos motivos fundamentais que fazem com que tantos busquem ampliar seus conhecimentos na língua inglesa.

Porque tantos concursos exigem a língua inglesa?

Como citamos logo acima, a língua inglesa é aquela mais utilizada nas comunicações estrangeiras. Com isso, torna-se de vital importância seu aprendizado neste mundo tão conectado. As notícias chegam numa velocidade nunca vista, as distâncias são diminuídas e a necessidade de comunicação com outras nações quebra barreiras que antes imaginávamos intransponíveis. Quem tem o domínio da língua inglesa tem, com isso, maiores condições de desenvolvimento profissional e pessoal.

Com todas essas mudanças, muitas profissões que antes não exigiam, estão pedindo como diferencial o conhecimento da língua inglesa. O profissional deverá estar habilitado a desenvolver seus serviços com possibilidades de interagir em outra língua, comumente o inglês. Conhecida no mundo todo, esta língua alia pessoas de diferentes locais, abrindo portas para profissionais que sejam de uma nacionalidade diferente e que tenha capacidade de dialogar e assumir funções antes só destinadas a nativos. E, assim como empresas privadas, os caminhos para os concursos públicos também estão exigindo mais de seus candidatos.

Em um país com tanta instabilidade econômica e financeira, os concursos públicos tem atraído milhares de pessoas que se debruçam sobre os livros buscando melhores oportunidades. São os famosos concurseiros, pessoas que se dedicam horas aos estudos de concursos, sobretudo os mais disputados.

Esses concursos atraem um número imenso de pessoas que estão em busca de boas colocações, bons salários e uma estabilidade que somente o setor público pode oferecer. Aqui, mais uma vez, a língua estrangeira faz uma diferença enorme. Isso porque muitos podem não perceber, mas na ânsia de decorar matérias com maior conteúdo, esquecem de dedicar ao estudo do inglês. E no certame, qualquer ponto faz a diferença.

Pode parecer incrível, mas muitos candidatos acabam perdendo sua vaga justamente porque não sabem inglês. Eles acabam perdendo pontos justamente porque não colocaram em sua rotina uma revisão dos tópicos dessa língua estrangeira.

Isso ocorre porque se confiam no básico que aprenderam nas escolas. Com isso, não se atentam a desenvolver melhor as situações de uso. Mas os concursos exigem muito mais que aqueles estudados na sala de aula. Exigem atenção e percepção que só podem ser adquiridos com horas de dedicação e exercícios. Eles serão eficazes para que o concurseiro possa ter melhores condições de colocação e resultados satisfatórios.

Mas como ampliar o aprendizado da língua inglesa?

Imagem: max5

Há algumas maneiras bem eficazes e complementares de ajudar no aprendizado da língua e gramática inglesas. Dentre elas a mais comum é assistir a filmes com legendas em inglês. Isso potencializa o aprendizado da língua e faz com que se aprenda peculiaridades da fala. Assim como ouvir músicas, facilita compreender oralmente o que é dito, sabendo diferenciar, por exemplo, falsos cognatos e gírias. Essas pegadinhas são bastante utilizadas pelos certames, e acabam confundindo os concurseiros.

Para o concurseiro, é imprescindível a dedicação de algumas horas para cada uma das disciplinas. Com o inglês é a mesma coisa. Saber sobre suas regras e ser ágil na hora de perceber as pegadinhas nas provas fará toda diferença. Uma boa maneira de saber ao certo o que o espera é ter contato com provas anteriores, acercando-se da forma como a banca realizadora de concursos costuma formular as questões. Por fim, a recomendação geral é que o tempo seja dividido e que o inglês torne-se também uma prioridade. Afinal, ele fará a diferença naquela busca por uma boa colocação geral. Com isso, não deve nunca ser negligenciado.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE